O que é o biselamento: como funciona e para que serve?

O que é biselamento, tubos separados para o processo de biselamento

Nos processos de usinagem e trabalhos em peças metálicas a remoção calculada de material assume dois nomes: chanfragem e biselamento. Mas, você sabe o que é o biselamento e o que caracteriza esse processo?

Na indústria de transformação, quando o processo de chanfragem é realizado em tubos, o termo técnico utilizado é o biselamento. No entanto, as etapas, processos e características do biselamento são únicas e merecem atenção.

Neste artigo exclusivo a Celmar explica o que é o biselamento, como é realizado, qual a sua finalidade e como escolher o melhor método. Continue no artigo e saiba tudo sobre o assunto!

O que é o biselamento?

Biselamento é a técnica e procedimento utilizado na chanfragem de tubos, isto é, na criação de sulcos e recortes de perfil variado nas extremidades de tubos metálicos.

Este procedimento tem a finalidade convencional de garantir um processo eficaz de soldagem ou proporcionar um acabamento refinado em partes ou componentes industriais.

Embora o biselamento seja o termo mais comum para descrever essa prática, o princípio básico é essencialmente o mesmo da chanfragem. Em ambas as abordagens, a remoção calculada e precisa de material metálico da peça visa aumentar a área de depósito de solda ou aprimorar o acabamento.

Dessa maneira, o processo de remoção de material nas extremidades do tubo ocorre em ângulos e perfis previamente determinados, levando em consideração o tipo específico de trabalho a ser realizado.

Como funciona o biselamento?

O biselamento, como técnica e processo de usinagem, consiste na remoção calculada e pré-definida de material metálico da extremidade de um tubo de modo a se criar um sulco com perfil variado.

Na indústria de transformação, diversos tipos de biselamento são empregados, com perfis variados que dependem do propósito, da liga metálica das peças e da técnica de soldagem utilizada.

Estes sulcos criados pelo bisel podem assumir diferentes formatos, como perfil I, V, meio V, X, K, U, J, duplo J e duplo U. As letras que designam esses perfis também representam o desenho resultante quando as peças chanfradas são unidas.

Por exemplo, um biselamento em formato V é percebido quando duas peças formam um perfil assemelhado a um “triângulo invertido”. Já o perfil meio V ocorre quando uma das peças passa por biselamento em um ângulo de 45°, enquanto a outra não. Isto gera o perfil de um “triângulo reto”.

Afinal, para que serve o biselamento?

Agora que você já sabe o que é biselamento, basta também saber qual a sua finalidade. O biselamento, ou chanfragem de um tubo, pode ser executada com dois propósitos principais. Primeiramente, busca-se remover material metálico da peça e aumentar a área de contato da extremidade do tubo com a solda, resultando em um processo mais eficaz e durável.

O segundo objetivo é realizar acabamentos refinados em partes ou componentes tubulares, envolvendo o corte e a remoção de material em um perfil ou ângulo predefinido. Isso possibilita a finalização da peça com maior detalhamento e qualidade.

É importante destacar que, devido à variedade de aplicações de um tubo com chanfros, o propósito pode ser múltiplo. No entanto, todas essas aplicações dependem do uso de máquinas e equipamentos especializados, conforme discutiremos mais adiante.

Biselar vs. Chanfrar: qual é a diferença?

O que é biselamento, tubos separados em estoque

O processo de chanfragem, de maneira genérica, consiste na remoção calculada e precisa de material metálico de alguma peça. Quando este processo ocorre em tubos, o termo técnico utilizado é biselamento.

No entanto, o procedimento tem por fundamento etapas e processos semelhantes. Por exemplo, o tipo de ângulo assumido, o perfil do chanfro removido e a aplicabilidade ou finalidade do biselamento.

Por isso, quando o termo for chanfragem saiba é empregado para definir este processo em peças como chapas e discos. No entanto, quando alguém perguntar ou afirmar o que é biselamento, saiba que o critério definidor é a realização do processo em tubos.

Como escolher o método correto de biselar?

Para escolher o melhor método de biselamento tenham em mente que o primeiro passo é reconhecer as necessidades da linha produtiva. Isto é, qual as etapas, processos e equipamentos empregados com o objetivo de criar o bisel em tubos.

O segundo aspecto é compreender a aplicabilidade do biselamento, se será realizado como preparação para a soldagem ou de finalização de tubos metálicos. Do mesmo modo, é necessário avaliar a velocidade da linha de produção em relação às etapas em cada estação de trabalho.

Vale ressaltar que, a despeito das respostas para cada contexto, empregar maquinários modernos e específicos para o biselamento é essencial. Estas máquinas realizam o processo de maneira controlada, segura, rápida e com garantia de qualidade.

Como biselar um tubo?

O processo de biselamento de tubos é variado, estando associado à maneira como a indústria de transformação adota seus procedimentos na linha de produção. No entanto, o fundamento técnico na engenharia é, convencionalmente, o mesmo.

Tudo começa com a escolha e preparação adequada do tubo, considerando as dimensões e características do tubo, como liga metálica, resistência do material ou diâmetro. Em seguida, a etapa de medição e marcação correta entra em cena.

Os operadores realizam indicações ao longo da peça, garantindo que o tubo seja marcado de forma precisa e que as dimensões do chanfro estejam conforme as especificações do projeto.

A realização do chanfro é conduzida utilizando equipamentos modernos e especialmente projetados para o biselamento. Essas máquinas são ajustadas de acordo com as marcações feitas anteriormente, permitindo a remoção calculada e precisa de material nas extremidades do tubo.

Após a conclusão do biselamento, é necessário realizar a conferência e limpeza do tubo e equipamento. Os resultados são minuciosamente analisados para garantir que o chanfro atenda às especificações técnicas.

Dessa forma, para biselar um tubo é necessário adotar uma abordagem sistemática, desde a escolha do material até a verificação final, garantindo um resultado preciso e de alta qualidade.

Qual é o grau de um bisel?

O grau ideal para um biselamento dependerá, essencialmente, de sua aplicabilidade nos processos produtivos da indústria. Por isso, cada contexto determina qual o melhor ângulo do bisel para um trabalho.

Por exemplo, se os tubos são preparados para o processo de soldagem, um perfil que garanta a melhor estratégia de junção é a mais adequada. No entanto, se o biselamento é realizado como acabamento, o ângulo dependerá do design estabelecido para a peça.

Independente do grau ou finalidade do biselamento, a Celmar conta com os melhores modelos de máquinas e equipamentos para a indústria. Há 30 anos lideramos o mercado nacional de distribuição industrial de maquinário, apresentando e oferecendo as melhores soluções aos nossos clientes.

O que é biselamento, tubos em linha de produção

Conclusão

Neste artigo exclusivo você aprendeu o que é biselamento e como esse processo e técnica de usinagem é realizada nas mais diversas linhas produtivas da indústria de transformação nacional.

Como vimos ao longo do artigo, o biselamento consiste na remoção calculada e pré-definida de material metálico das extremidades de um tubo. Este processo tem por finalidade a criação de chanfros para o processo de soldagem, ou remoção de material para acabamento de peças.

A Celmar conta com uma linha completa de máquinas e acessórios para biselamento. Acesse nosso catálogo exclusivo e solicite um orçamento!

TAGS:

Deixe seu comentário

Newsletter

Receba nossas novidades por email, cadastre-se em nossa Newsletter.